Review Revenge 04x06 - Damage



Depois de um Repercussions que foi mais calmo e abriu alguns plots, Revenge volta para mais uma semana com um Damage que voltou a esquentar o clima da série. Mais uma vez tivemos várias revelações e vários acontecimentos inesperados que abrem cada vez mais plots para a temporada. Quando a gente acha que tudo está se encaminhando para uma solução, acabamos voltando para a estaca zero.

O episódio começa tocando “For You” e… PARA TUDO, O EPISÓDIO COMEÇA TOCANDO “FOR YOU”! Sério, gente, em um segundo Damage me conquistou de uma forma sem igual. Para mim, essa é a melhor música da série e para quem não se lembra, ela é a música tocada no Piloto. Quando começou a tocar a parte instrumental do começo, eu pensei: “NÃO! Eles não vão fazer isso comigo!”, mas eles fizeram. Isso tudo, para mostrar Ems vendo seu pai na praia e relembrar dos velhos tempos e dos dois juntos. Ou seja, momento fofura do episódio.

Charlotte acorda e questiona Vince, o cara que saiu com ela na noite passada e que também tentou atropelar David, sobre onde estão as coisas dela. Ele pede para ela se sentar, ela recusa e ele mostra que está armado. Ele então revela que ela é uma isca para um peixe que ele perseguiu por muito tempo. É Charlie, chupa essa manga. Ela se senta e implora sua vida para o cara que não está nem aí. Então, sem mais nem menos, ela pega a cadeira e atira contra ele, o que não adianta muito.

Ela consegue pegar sua arma, mas ele a lança por uma mesa e ela cai. Quando vai apontar a arma para ele, ele chuta sua mão e a arma cai. Ele o pega, ela consegue cortar sua mão com uma garrafa, mas não é o suficiente. Ele agarra ela e em um momento Jackie Chan ela cai sobre ele, fazendo ele bater em uma quina do apê e assim, morrer. Ou eu estou muito enganado ou Charlie teve aula de defesa pessoal porque na boa, não dava para ela fazer as coisas que fez só na base do improviso. Pode ser também que isso esteja no DNA Clarke, vai saber… Acaba que Charlie pega as suas coisas, mas quando vai ligar para a polícia descobre uma pasta com o nome de seu pai e vários recortes de jornal.

Victoria aparece na casa de praia. Ela começa com aquele papinho de David eu te amo, David eu vinha aqui nessa casa e pensava em nós dois juntos, David você é luz, é raio estrela e luar, meu ia ia, meu iô iô… Coisas desse tipo. Ela está um pouco insegura quanto a entrevista que ele dará, quer fazer uma lista sobre o que ele vai dizer. Ele, porém, diz que não precisa, que essa é a parte boa da verdade. Victoria fica apreensiva já que ela tem muita culpa no cartório, mas disfarça. Na boa, será que só o David não vê que sempre ele fala a palavra “verdade” a Victoria fica com cara de quem comeu e não gostou? Essa palavra para ela é quase um insulto, é como se ele xingasse ela. #AcordaDavid!

Ems quer a ajuda de Nolan para descobrir mais sobre seu pai. Ele hackeia as informações do FBI , mas ainda não entende porque ela ainda não foi falar com David. Ems diz que precisa dar espaço para ele e Nolan fica meio inconformado, mas aceita. Eles assistem o vídeo com uma entrevista psiquiátrica de David, só que Ems não se convence de que ele disse tudo o que tinha para dizer. Ela tem a intuição de que há algo mais nessa história do que aparenta ter.

Margaux liga para Daniel para contar que saiu no jornal que ele está trabalhando para Louise. Eles trocam algumas palavras e quando ele acaba de falar com ela, Victoria aparece. Ela precisa falar com a Margaux urgentemente sobre a entrevista de David. Acaba que Victoria vê o jornal e pergunta o que ele está fazendo com Louise e diz que ela é desequilibrada. Ele retruca dizendo que então ela é uma amiga de sua mãe (boa, Danny!) e que o dinheiro que ela tem é bem “equilibrado”. Victoria então conta que depois da morte de Pascal ela cof cof se internou cof cof em uma clínica psiquiátrica cof cof e foi lá que ela conheceu a garota. Daniel fica perplexo com a informação, mas diz que pode cuidar dela e sua mãe o lembra que ele disse a mesma coisa de Ems. O que será que vai acontecer?

Jack e Ben ficam sabendo que o policial que bateu em Conrad na prisão e o ajudou a fugir de lá, morreu. Ben, obcecado, acha que isso pode ter a ver com a morte de Conrad. Ele fala com o policial que no episódio anterior falou que esteve no caso da morte de Conrad. O policial acha que ele está maluco já que o cara morreu de um ataque cardíaco e diz para Jack cuidar do parceiro, já que ele também tentou incriminá-lo. Aí temos Jack fazendo cena não porque o seu parceiro de trabalho desconfiou dele ou porque eles são “amigos” e ele traiu a amizade. Não, Jack fica irritado mesmo porque o delegado disse para Ben esquecer essa história e se ele continuar bancando o detetive isso pode respingar na carreira dele e de Jack. Sério, gente, não é implicância, pode parecer, mas não é. O cara questiona a ética dele e ele fica bolado porque pode perder o emprego?

Mais tarde no velório, Ben está conversando com a filha do policial que morreu e Jack interrompe a conversa. Ben diz que o policial em questão ganhou muito dinheiro em Atlantic City e que resolveu se aposentar mais cedo. Aham, Claudia, senta lá. A filha dele conta também que ele estava tentando vender a casa. Ben acha isso muito suspeito, como se ele estivesse tentando fugir, mas Jack só diz que se ele continuar com tudo isso, ele vai arranjar outro parceiro. Tipo, agora ele convenceu o Ben de parar né? Jack é o melhor parceiro policial com quem Ben já trabalhou, claro, ele não poderia perdê-lo.

Charlotte se arruma, coloca seu vestido super discreto, quando alguém bate na porta. Eu pensei: “essa idiota vai abrir a porta para um estranho?”, mas logo entendi tudo. Ela ligou para sua irmã e lá estava ela para ajudar. Ela logo identifica que ele está com o pescoço quebrado e pergunta para Charlie porque ela não ligou para a polícia, já que ela não é perita nem nada. Ela diz que ia ligar, mas achou o arquivo sobre David e achou melhor ligar para ela. Ems vê tudo aquilo e logo percebe que deve se tratar de mais um lunático que acredita que David seja culpado de tudo.

Abram alas para Emily Clarke, a perita do CSI que ao invés de desvendar os crimes, usa seus poderes para camuflá-los e esconder a verdade. Ela repassa com Charlie toda a história. Eles vão dizer que ele se drogou, não aguentou e caiu batendo com a cabeça na quina. Durante o workshop de como fazer essa morte acontecer, Emily confronta Charlie, já que ela é muito grandinha para ter responsabilidade sobre seus atos e que só ela poderá se tirar da posição em que ela se encontra. Charlie diz que não sabe como deve ser estar no lugar de Ems e ser uma assassina e Ems, que leu minha review da semana passada, diz que ela NUNCA matou ninguém. Vamos dar os créditos, hein? rs. Charlie a confronta, já que Aiden morreu sobre a alegação de uma overdose e Ems está simulando uma overdose em Vince, então Ems diz que ela não o matou, mas Victoria sim. Charlie fica sem pau pro meu dia.

PS: Amando a Emily de volta com sua roupinha de bad boy e sua atitude de espiã da CIA, FBI e tudo mais. O que foi ela fazendo o coração do cara morto bombear o sangue para a droga se espalhar pelo corpo? Muito show!

David vai até a casa de Nolan conversar com ele. Ele diz que ele entendeu que quando Nolan disse para não confiar em todos, ele quis dizer para não confiar em Victoria. Ele se mostra infeliz por não poder ter ajudado ele quando os Grayson se meteram em sua empresa. Nolan fica sem jeito e diz que tudo o que ele tem é graças a ele. David então pede para ele estar na coletiva que ele vai dar, já que ele precisa estar perto de pessoas de confiança.


Matéria original de Brenno Tavares - PortalCaneca.com.br
comments powered by Disqus