Review Revenge 03x18 - Blood



Depois de um Addiction brando, Revenge volta com um Blood bom, mas eu esperava mais. Na minha review passada vocês viram que eu fiquei muito empolgado com o nome do episódio porque ele remete a morte, dor, sofrimento e tudo o que há de ruim. Infelizmente, isso não ocorreu. Decidiram ir para uma outra vertente desse assunto, como Emily explica logo no início, e ao longo do texto, falarei disso.

O episódio começa já trollando a gente legal. O homem que vimos caído na promo, morto, era na realidade um pesadelo de Aiden. Quando olhei a cena e percebi que era um pesadelo, achei que era o Aiden imaginando o futuro dele, mas não foi bem isso que eu percebi depois. Observação: para o desespero de Aimily, Aiden dormiu no sofá, ou seja, não rolou nada.

Após acordar, ele conversa com a Emily sobre o seu pai. Ele relembra alguns detalhes já esquecidos e revela outros. Por muitos anos ele achou que seu pai era um terrorista, até descobrir que sua irmã foi sequestrada e ele foi obrigado a fazer aquilo. Porém, depois que tudo aconteceu, seu pai se matou por não conseguir suportar toda aquela situação em que se meteu. Senti muita pena do pai dele, sério.

Na mansão ao lado, Victoria vive sua lua-de-mel com Pascal. Aê Vic, até que enfim desencalhou, hein. Ah, e não posso deixar de dizer que Pasria é a prova real de que água mole – Pardon, Pascal – e pedra – coração da Vic – dura, tanto bate, até que fura! Conrad, então, vai cobrar o que o francês tinha prometido em troca da rainha dos Hamptons. Porém, Pascal não dá a mínima para ele. Pobre Conrad…

Nolan está negociando o programa que Javier inventou, mas o novo hacker dos Hamptons não gostou muito do contrato. Nolan quer que uma boa quantia dos lucros vá para a empresa dele, já que ele vai colocar o programa no ar e arcar com todo o investimento e risco. Sério, o cara queria que ele fizesse isso de graça? Por favor, né? Porém, com isso, podem haver várias consequências…

As coisas estão feias pro lado da Margaux. Depois de conseguir a Voulez de volta, ela recontrata Daniel e isso faz com que Jack se abale, já que Daniel tentou minar o relacionamento dos dois. Enquanto isso, seu pai chama o irmão dela para lidar com assuntos da revista em Miami, coisa que ela poderia fazer. Pascal explica que quer que seu filho lidere a revista quando ele se afastar e ai temos um bate boca em família – novela das 21h da Globo. Pela primeira vez gostei dela. Gostei dela defender seu ponto de vista e ir contra o pensamento machista do pai. Subiu no meu conceito.

Na parte mais aguardada do episódio, para mim, temos Victoria indo falar com Mason. Ela quer saber sobre Emily, se ele tinha investigado sobre a vida dela. Ele, logo diz que não irá dar informação nenhuma, mas pode vendê-la. Seu preço: a liberdade. Sério, que cena linda! Mason é tão ácido, quanto sagaz. A forma em que ele coloca as palavras é brilhante. Excelente personagem que está de volta, me lembrou a sensação que senti quando a Lydia – imortal – voltou. I’m glad you came, Mason! “oh oh oh oh…”

Emily e Aiden decidem visitar a casa da mãe dele, para ver se conseguem descobrir algo. Aiden apresenta Ems como sua noiva para a mãe. *Sentindo os Aimilys se arrepiando*. De noite, Emily vai beber água e a sua “sogra” está lá na sala, elas então conversam. O assunto, não poderia deixar de ser Aiden. A mãe dele conta como foi traumatizante para ele ver seu pai morto no chão, já que os dois eram muito ligados. E foi aí que percebi que o pesadelo do começo do episódio era apenas uma lembrança do que aconteceu. O pior de tudo foi que a mãe dele acha que sua filha fugiu e que seu marido era um terrorista, ou seja, um desastre. Aiden queria poupá-la de mais sofrimento, mas Ems acha que descobrindo a história toda da ligação de seu pai com o acontecido, a família deles teria paz.


Matéria original de Brenno Tavares - PortalCaneca.com.br 
comments powered by Disqus